Como cuidar melhor do pelo do seu cão?

Como cuidar melhor do pelo do seu cão

A maioria dos brasileiros adora um bichinho de estimação, visto que o Brasil é o 4º no ranking mundial em número de pets, população que cresce 5% ao ano segundo a Abinpet (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação).

Até o final de 2013, eram cerca de 106,2 milhões de animais de estimação em nosso país. Cresce a procura por companheiros caninos ou felinos e outras espécies, e cresce também a oferta de rações, brinquedos, vestuário e demais objetos.

Além disso, os animais se tornam membros da família, o que facilita a venda de produtos para tal público.

Dentre todos os cuidados necessários com cães para garantir sua saúde e bem estar estão: visitas ao veterinário para vacinação e acompanhamento, banho uma vez por semana, escovar os dentes com pasta especial, oferecer uma alimentação balanceada e adequada para cada raça, higienizar vasilhames com água e comida corretamente, descartando as sobras, garantir que não vão passar frio ou muito calor, tosar os pelos em excesso e dar muito carinho, amor e atenção.

Há quem acredite que os cães são os animais de estimação mais caros, pois exigem cuidados maiores do que outros animais.

Como cuidar melhor do pelo do seu cão

Além de tosar os pelos em excesso, dependendo da raça do seu cão, são necessários alguns cuidados especiais com o pelo.

Cada pelagem tem uma textura, tamanho e espessura, semelhante aos nossos cabelos (alguns ondulados, crespos, secos, oleosos, lisos, volumosos), e deve receber cuidados diferenciados.

Como cuidar melhor do pelo do seu cão

Pelo longo liso: quebra e embaraça com facilidade, por isso, utilize produtos específicos para escovação e banho. A tosa para raças como Lhasa Apso, Maltês e semelhantes deve ser contínua.

Pelo longo grosso: como ressecam com facilidade, é adequada uma escovação semanal para estimular a oleosidade natural do pelo. As tosas também são indicadas. Raças como Poodle e Bichón Frisé se enquadram nessa categoria.

Pelo longo ondulado: a textura da pele é mais grossa, e o pelo pode ser só aparado ou tosado, dependendo da necessidade. Golden Retriver é um ótimo exemplo dessa pelagem.

Pelo curto e duro: pelagem mais rente ao corpo, algumas mais macias e outras mais ásperas, não necessitam de escovação e nem de tosa frequentes. Exemplo: Labrador e Rottweiler.

Pelo duplo: uma pelagem densa por baixo de uma pelagem longa aguenta temperaturas negativas. Como esse tipo de pelo deve estar sempre armado e denso, não é recomendado o uso de condicionadores. Cães com pelo duplo: São Bernardo, Collie e Sheepdog.

Pelo de arame: pelagem áspera rente ao corpo, com alguns pelos sobressalentes e mais grossos. Para este tipo de pelo estar sempre bonito, é recomendada a tosa. Fox Terrier e Schnauzer são exemplos dessa pelagem.

Procure profissionais para auxiliarem com os cuidados com os animais. Alguns cães podem ter alergias a produtos utilizados durante o banho, por isso, informe-se e teste para ver se o seu cão é sensível.

Bons shampoos, escovação bem feita e secagem são os cuidados básicos para que os pelos fiquem lindos, macios e brilhantes.

 

Dica da hora: Gostaria de aprender a treinar seu cachorro e cuidar melhor do seu cão?? Confira o novo livro Adestramento Inteligente do Alexandre Rossi

Comments

comments