Maltês o cachorro cheio de fofura

Maltês o cachorro cheio de fofura

Pequenininho, branquinho e peludinho, são muitos os ?inhos? que fazem as pessoas se apaixonarem pelos cães da raça maltês, que cada vez mais tem chamado a atenção e ganhando o amor de criadores ao redor do mundo, inclusive no Brasil.

Cheio de fofura: Quais as características do cão Maltês

Conhecido principalmente pelo seu porte pequeno que faz com que ele geralmente esteja no colo, bolsas e outros lugares super pequenos, o maltês é um cão que pode enganar pela aparência, já que o jeitinho frágil esconde outras características importantes.

Não, o maltês não é só aquele cãozinho de madame pronto para ficar só no sofá e no sossego o tempo todo, muitas vezes a realidade é bem o contrário, uma vez que eles adoram correr e podem brincar por muito, muito tempo. Além disso, esses pequenos muitas vezes não têm noção do seu próprio tamanho e acabam procurando briga com cachorros bem maiores.

De acordo com criadores, alguns de seus comportamentos marcantes são esses: o temperamento rabugento e a extrema coragem na hora de provocar outros animais. Com pessoas, a atitude não é muito diferente quando se trata de desconhecidos. Por isso, é comum que o seu animalzinho não se entrose de primeira e em alguns casos podem latir de forma extremamente excessiva.

Porém, apesar de toda a energia que esse cãozinho tem, não são necessárias grandes atividades fora de casa ou passeios muito longos. Muitas vezes eles se contentam apenas com brincadeiras no quintal ou dentro de casa. Aliás, dentro de casa é o local preferido do maltês, por isso, ao adquirir um, tenha em mente que essa é uma necessidade do cachorro, independente do comprimento de seu pelo, que não deve ser um incômodo para você.

E é com a pelagem que deve estar voltada grande parte da atenção, afinal semanalmente, pelo menos duas escovações devem ser feitas em casa para evitar transtornos e sofrimentos do cãozinho futuramente. Mas, mesmo com o cuidado, o ideal é que os pelos sejam ao menos aparados por profissionais para facilitar o trato e os cuidados diários com o bichinho.

Mas, se os pelos exigem certo cuidado do dono, a saúde do maltês não envolve nenhuma preocupação muito grande, além das básicas que devem existir em qualquer raça. Tudo isso porque não existe um mal específico que seja comumente identificado nesta raça de cachorro.

Mesmo assim, existem casos constatados de hipoglicemia, hidrocefalia e luxação de patela, mas que devem ser identificados e acompanhados por meio de exames nos joelhos, olhos e o tradicional exame de sangue.

A expectativa de vida de um cão desta raça é de 10 a 14 anos.

Um pouco da história do maltês

Vindo da Europa, o maltês é a primeira raça que podemos chamar de toy, pois a sua existência é exposta em documentos históricos, desde 300 a.C.

Disseminado e popular em praticamente todo o mundo, uma das nomenclaturas da raça é ?Cão-Leão?, devido ao estilo de tosa adotado na Ásia para cães desta raça. A forma como aparam os pelos desses cachorros faz com que muitas vezes ele seja comparado com o rei da selva.

 

 

Dica da hora: Gostaria de aprender a treinar seu cachorro e cuidar melhor do seu cão?? Confira o novo livro Adestramento Inteligente do Alexandre Rossi

Comments

comments