Manual para viajar bem com seu pet

As férias estão chegando e você pensa em levar seu baby para uma viagem especial com você. Encontramos na internet este manual para viajar bem com seu pet. É só segui-las e aproveitar os momentos maravilhosos com seu pet. viajando com o seu pet

1) Na primeira viagem com ele, prefira um fim de semana em vez de uma temporada longa.

2) Escolha um destino que seja adequado para o seu animal. Áreas rurais e cidades menores costumam ser ótimas para eles. Se a viagem privilegiar programas muito urbanos e culturais (como visitas a museus e idas a restaurantes), talvez seja melhor deixá-lo em casa. Em cidades litorâneas, pesquise para ver se eles são aceitos na praia.

3) Confirme se o hotel escolhido aceita animais e em quais condições: onde ele poderá dormir (no canil ou no quarto?), em quais áreas comuns ele poderá circular, se é cobrada alguma taxa, o que é proibido e o que é permitido.

4) Se o seu cão late muito, prefira quartos mais distantes dos outros (chalés são ótimos), para não incomodar os demais hóspedes.

5) Coloque na coleira uma etiqueta de identificação e leve uma fotografia do animal para poder mostrar caso ele se perca.

6) Se a viagem for muito longa ou estressante considere a utilização de um tranquilizante, mas só dê o remédio com orientação do veterinário.

7) Leve na bagagem todos os itens do animal, incluindo material de higiene, kit de primeiros socorros e a ração à qual ele está acostumado em quantidade suficiente para a duração da viagem. Leve também alguns brinquedos para distraí-lo no destino e no trajeto.

8) Mantenha sempre a vacinação do animal em dia. Leve na viagem a carteira de vacinação regularizada e assinada pelo veterinário. Dê especial atenção à vacinação anti-rábica, pois ela é indispensável para viagens nacionais e internacionais. Ela deverá ser aplicada pelo menos 30 dias antes da data da viagem, no caso da primeira dose, e é válida por um ano.

9) Para viagens nacionais, é preciso apresentar um ?Atestado de Saúde? ou ?Certificado Sanitário?, emitido por veterinário e contendo as informações como raça, nome, origem do animal, estado geral de saúde, nome do proprietário e destaque para a comprovação de imunização anti-rábica.

10) Se a viagem for internacional, é preciso apresentar o CZI (Certificado Zoosanitário Internacional), emitido gratuitamente pelo Ministério da Agricultura, nos aeroportos internacionais ou na sede do Ministério da Agricultura de cada estado. Verifique também nas embaixadas ou consulados as exigências específicas de cada país de destino para a entrada de pets.

11) Escolha um horário tranquilo para a partida, evitando períodos de muito trânsito ou calor.

12) Não é permitido transportar o animal solto dentro do veículo. É preciso usar caixa de transporte, cintos de segurança apropriados, cadeirinhas especiais ou grades de proteção.

13) Faça paradas regulares para que o animal possa se exercitar, beber água e fazer suas necessidades.

14) Evite alimentá-lo durante a viagem, pois isso pode favorecer o enjoo no animal. O ideal é dar uma refeição leve duas ou três horas antes da partida.

15) Pode ser recomendado colocar uma capa no banco de trás do carro, para que o animal não destrua.

16) Não deixe o bicho preso dentro do automóvel fechado, principalmente quando estiver estacionado sob o sol.

17) Não deixe o animal sozinho no quarto do hotel. Ele pode causar danos ou latir e incomodar os outros hóspedes.

18) Mantenha as patas do pet sempre limpas e secas, para não sujar muito os locais por onde ele vai circular.

19) Leve-o para fazer as necessidades preferencialmente fora do hotel e recolha a sujeira.

20) Deixe o animal desfrutar das áreas livres, correr e rolar na grama. A viagem deve ser boa para todos.

Fonte : www.turismo4patas.com.br

Dica da hora: Problemas com pulgas e carrapatos? conheça o Frontline spray para cães e gatos

Comments

comments